← Techstars Blog

Recentemente, tive a oportunidade de fazer parte de uma equipe que pesquisou 50 startups brasileiras que tentam solucionar algum problema da Educação [tema pelo qual sou apaixonado!] no país.

A pesquisa tinha como objetivo descobrir as dores e delícias de se empreender nesse setor e os resultados [que estarão disponíveis a partir do dia 26 de agosto] foram incríveis!

Mas, pra mim, o mais incrível não foram os resultados, mas como existem empreendedores preocupados em resolver os problemas da Educação, algo como uma causa mesmo. Era lindo ver na cara de todos os que conversei a garra e vontade em transformar positivamente a vida de escolas, alunos, pais de alunos e demais envolvidos no processo.

Pelo que percebi, se você quer empreender na Educação por empreender, sem uma causa [leia-se “garra de resolver algum problema real e relevante”], dificilmente terá êxito!

Por quê? Primeiro porque eu acredito que a causa é o que te movimenta, que te faz virar noites e se dedicar a fazer o negócio acontecer. Segundo, porque é um setor muito difícil, cheio de armadilhas. Se você não tiver causa, vai desistir nos primeiros obstáculos.

Como falei no início deste artigo, sou extremamente apaixonado por essa área. Hoje, invisto em 4 startups educacionais e, quando aparece algum projeto da área na aceleradora, eu tomo logo a frente na reunião.

Dito isto, a pedido do Startup Weekend Education Fortaleza, fiz uma lista de [apenas] 5 startups que eu acredito que estão fazendo a diferença em suas áreas de atuação. Pra ser bem sincero, eu acho que várias outras também estão fazendo a diferença! Mas, vou deixar pra falar de todas elas no meu próximo livro!

Vamos às startups?

Captura de tela 2015-07-22 16.38.24

#01 Dragon Box

Aprender matemática nos modos tradicionais é um saco! Mas, aprender jogando, é muito mais divertido! E é exatamente isso que a Dragon Box faz: tornar o ensino da matemática em algo interessante para os alunos, em algo mais eficiente.

Basicamente, eles criaram um jogo no qual o aluno nem percebe que está aprendendo operações de fração, por exemplo, mas está. Confesso que fiquei muito chocado quando vi o que essa startup faz! A metodologia por trás disso tudo deve ser muito robusta.

 
Captura de tela 2015-07-02 10.24.16

#02 Teachers Pay Teachers

Montar aula é algo muito trabalhoso para um professor! Ele já dá 120981093 horas de aula por semana, às vezes de matérias diferentes, corrige prova, e ainda tem que montar todas as aulas [com o advento da tecnologia, é cada vez mais comum os professores utilizarem apresentação de slides em sala de aula]. Se o professor não tiver aptidão para fazer uma apresentação em PowerPoint, por exemplo, perderá muito tempo nessa tarefa.

Esse é problema que o Teachers Pay Teachers resolve!

Nele, o professor pode comprar, por um preço bem acessível, aulas já prontas de professores que possuem habilidade em montar essas aulas. Agora, o professor pode se preocupar mais em como lecionar do que em montar uma apresentação em PowerPoint. E o professor que gastou tempo montando a apresentação, recebe uma remuneração por isso. Simples assim.

Captura de tela 2015-07-22 16.39.01

#03 Elevate

O Elevate é um aplicativo que te ajuda a treinar o cérebro em vários aspectos: compreensão, memória, foco, spelling, contexto, síntese e muito mais.

A princípio, nem parece muito com uma startup educacional, mas imagine um aplicativo que ensina uma pessoa que não sabe matemática a calcular um troco que deveria receber em uma compra, por exemplo. Está fora da escola, mas é educação!

E se você considerar a quantidade de idosos que perdem algumas habilidades e, agora, podem exercitar seus cérebros para manter boa parte delas, você começa a enxergar o impacto positivo que esse projeto pode ter.

 
Captura de tela 2015-07-02 10.18.03

#04 Jail Education Solutions

Milhões de pessoas nas cadeias americanas, gerando um custo absurdo para o Governo, que, quando saem, acabam cometendo mais crimes [já que não possuem oportunidades de trabalho] e voltam para as cadeias mais uma vez. Isso acontece nos Estados Unidos, mas podemos facilmente relacionar isso à realidade brasileira.

Pois bem, os fundadores do Jail Education Solutions buscam oferecer aulas através de sua plataforma, Edovo, para que esses presidiários possam aprender coisas mais avançadas, para terem mais oportunidades de emprego ao sair da prisão. Fantástico!

Ou seja, sua startup educacional também pode ter um cunho de negócio social [que não é ONG e lucra como qualquer outro negócio, mas tem um impacto social atrelado], como a Jail Education Solutions.

 
Captura de tela 2015-07-02 10.21.25

#05 Welvu

Um dos principais problemas da área de saúde é a falta de informação por parte dos pacientes. Ainda hoje, por exemplo, vejo pessoas que não “sabem” que deixar água parada em pneus ou jarros pode ajudar a criar um surto de dengue no bairro onde mora.

A Welvu ajuda a resolver esse problema disponibilizando uma plataforma na qual o médico pode educar seus pacientes sobre as mais variadas doenças. Isso não ajuda apenas no tratamento [o que já seria uma grande coisa!], mas também na prevenção de novas doenças.

Pode ter certeza que essa educação diminuirá a quantidade de pessoas com determinadas doenças, o que trará um impacto extremamente positivo à saúde de vários países.

_

Não sei se deu pra notar, mas eu utilizei exemplos que atuam com públicos diferentes. Isso foi proposital, pra mostrar a você que a educação não é só aluno e escola, mas também existem muitas oportunidades “fora da caixa”.

Também ficou notório que utilizei apenas exemplos gringos. Mas, no Brasil, nós também temos muitas startups que estão transformando a educação no país, como a Geekie [plataforma de ensino adaptativo], o Agenda Kids [plataforma de comunicação entre pais, filhos e escolas], a QEdu [plataforma de dados educacionais] e muitas outras [Qranio, WPensar, JoyStreet, Escribo, LearnHub, EduK, Descomplica, Edools etc.].

Prometo que meu próximo artigo vai ser apenas sobre as startups brazucas. Combinado?

E se você chegou até aqui, parabéns! Espero que tenha tido vários insights pra criar ou melhorar sua startup educacional.

Olha, a Educação no Brasil tem muitos problemas, mas com os empreendedores dessa área que estão criando soluções por aí, é questão de tempo até termos uma educação com muito mais qualidade. Anote o que estou falando!

A educação pode salvar o mundo! E nós precisamos de heróis para ajudar nessa empreitada. Preparado para vestir sua capa e entrar nessa saga empreendedora?

Um abraço!


, , , , , , , , ,


leonardo@leonardolacerda.com