Contratar , a habilidade mas importante de um fundador

O post de Founder Friday de hoje, vem do Moritz Plassnig, fundador e CEO do Codeship (Boston ’13).

Quanto mais eu estou envolvido com a Codeship (empresa que eu sou co-fundador), mais eu dou mentoria para fundadores, e fico mais convencido que as pessoas e uma ótima equipe são o fator principal para um crescimento rápido de uma startup. Eu até poderia ir mais longe e falar que as pessoas são a base de qualquer organização, pequena ou grande, startup focada em alta tecnologia ou uma grande corporativa. Só que o mundo das startups é único, com suas próprias restrições e oportunidades, e assim a ênfase de construir uma boa equipe é mais importante do que em qualquer outra organização.

Não existe sucesso de um dia para outro, como inúmeros livros e filmes retratam os empreendedores como gênios. Sucesso é uma combinação de vários fatores: trabalho duro, ótimas habilidades ótimas, ter timing e elementos fora do nosso controle, como a sorte.

Criando um ótimo ambiente, contratando pessoas talentosas  e formando uma ótima equipe, isso te deixa criar a sua própria sorte. É  claro que isso é trabalhoso, mais fica dentro do seu controle.

Investidores investem em pessoas, não em ideas

Por mais que você goste da sua ideia e acredite que as condições do mercado são perfeitas, a verdade é que a maioria das companhias vão mudar e vão adaptar o seu produto no caminho. A ideia fundadora do Slack, foi para construir um jogo, Instagram começou do estilo da Foursquare, um aplicativo para fazer check in que se chamava ‘Burbn’ e todos sabem a historia do Twitter sendo um produto paralelo a uma plataforma para podcast.  O que todas essas companhias tinham em comum era uma equipe muito forte que conseguiu trazer novas ideias e construir novos produtos até que eles terem o sucesso de hoje. As pessoas que trabalham nestas companhias foram capazes de se adaptar, mudar e construir excelentes produtos. Talvez a sua companhia não vai pivotar completamente, mais você vai aprender, se adaptar e melhorar, assim que você obter feedback dos seus clientes. E quanto mais feedback você receber, melhor que vai ficar.

A habilidade de fazer isso, de escutar os pequenos comentários e saber quando ser teimoso e quando se adaptar, é uma das coisas mais difíceis e importantes de aprender como fundador.

Grandes investidores, anjos e VCs, sabem que a apesar da importância de ter um grande mercado, a equipe é a principal razão deles investirem.

Desde o comeco, cada contratação é crucial

Resumindo uma startup bem-sucedida em uma frase é simples: ótimas pessoas construindo ótimos produtos, conseguem ótimos clientes, e eventualmente construirão uma ótima companhia. Tao simples como se escuta, fazendo isso de uma maneira correta, e muito difícil. Você vai passar por muitos obstáculos no começo da sua companhia e o quanto mais sucesso você tenha, a sua equipe vai crescer, e fica mais complicado de manter cada pessoa alinhado e sua companhia em bom estado. Uma coisa que você deve de ter em mente e que no final do dia, tudo, seja correto ou errado e causado pelo sua equipe. Capacitando a sua equipe e saindo do caminho e chave mais e somente possível se voce contrata as pessoas corretas.

Companhias pequenas não tem o luxo de fazer muitos erros. Você e sempre um recurso constrangido, como pessoa e dinheiro, e a pesar de não ter muito, você tem que construir um bom produto, fazer um bom trabalho com a distribuição e encontrar um modelo de negócios viável.

Mal contratação e um dos erros mais caros e arriscados, você pode faze rem uma startup.

Ótimas pessoas atraem a ótimas pessoas

Nada e mais atrativo para uma pessoa procurando trabalho, que uma equipe cheia de pessoas com muito talento. A pesar de todos os possíveis problemas de uma má contratação, se você faz uma boa contratação os benefícios são enormes. Com cada boa pessoa que você possa unir a sua equipe, seu time fica muito melhor e vai ser muito mais fácil de contratar a próxima boa pessoa. Contratação e uma profecia autorrealizável e consequentemente fica mais fácil com tempo. A parte difícil e claramente começar. Como contratar a primeira pessoa, se você não tem um ótimo time que todo mundo esteja falando dele.

Resolvendo esse problema e crucial para tirar a sua companhia do chão. A boa noticia e que você já tem um time, ate antes da sua primeira contratação. Você e seus co-fundadores já são um time (que e uma das raçoes de porque você não deve fundar a sua companhia sozinho(a)). Você conseguiu o seu primeiro seguidor, você já tomo o primeiro passo difícil. Você poderia ate conseguir um investimento pequeno o você convenceu alguém para ser o seu mentor. Você vai ter um time muito antes da sua primeira contratação, apesar que não pareça isso.

Cultura e mais da adição de todas as pessoas na equipe

Apesar de que você só contrate pessoas inteligentes, apesar das capacidades de cada um, você não vai poder criar um time de alta qualidade de maneira automática. Ótimos times são general mente um grupo de pessoas incríveis misturadas de maneira correta. A cola entre o engenheiro excepcional e a pessoa jovem, a magia que faz as vendas funciona bem com o produto e uma boa cultura.

Cultura não significa comida de graça, uma boa festa de natal ou outros benefícios. E sobre valores e crenças compartilhadas, o terreno comum de todas as discussões e maior razão pela qual todos vocês estão trabalhando na mesma ideia.

Uma boa cultura te faz ganhar, boa cultura vai te ajudar demais a sobreviver momentos difíceis. Tendo uma boa  cultura simplesmente vai fazer você sentir que é fácil construir uma empresa bem sucedido.

A importância da cultura afeta fortemente a sua contratação. Cada pessoa que você traz no começo muda a sua cultura, de uma forma boa ou ruim. Descobrindo se alguém tem adequação com a cultura, se alguém é a pessoa certa para a sua equipe em vez de encontrar a melhor pessoa é crucial. Apesar que a cultura é definida por sua equipe, por cada indivíduo, você ainda tem que trabalhar duro para isso e você não vai obtê-lo automaticamente com a contratação certa.

Seu trabalho como um líder é facilitar as discussões, oferecem uma visão e apoiar a sua equipe. Nada define a cultura mais do que as ações e sua equipe não pode tomar nemhuma açao se você não providencia a orientação que eles precisam.

Adequação cultural é realmente importante para cada nova contratação, mas só funciona se a sua cultura é boa. Que não será o caso, o tempo todo. Você vai enfrentar momentos aonde a sua cultura começa a sair de curso, onde você não vai poder esta tão orgulhoso da sua empresa como você gostaria de estar. Especialmente nesses momentos, é importante que você desafie criticamente o status quo. O que é ótimo, o que está quebrado? Se a cultura da empresa está quebrada, e você está contratando cegamente com ênfase no estilo de cultura da empresa, a cultura vai realmente piorar. Você não pode usar a sua cultura como uma salvaguarda se está quebrado.

Por mais que a sua empresa tenha ótimas pessoas, uma boa cultura atrai mais pessoas excelentes e pode resultar em uma cultura melhor, tanto quanto a cultura pode ir para a direção incorreta. Esteja atento de seu próprio preconceito.

Contratação e uma habilidade e deve de ser a mais importante

Contratação não é magia, não é sorte, é uma habilidade. Algumas pessoas são melhores com ele desde o primeiro emprego, outros não. Talvez você é bom com contratação, mas se não, você pode aprendê-lo e mesmo se você faz é bom agora, você ainda deve trabalhar todos os dias para melhorar. Quanto mais rápido você descobrir se alguém encaixa na sua equipe, mais rápido você pode avaliar as habilidades de um candidato, o melhor que seja para você e sua empresa. Ainda mais importante no mercado de contratação de hoje, em quanto melhor você é para convencer as pessoas para formar parte da sua equipe, em vender a sua visão, eventualmente as melhores pessoas vão trabalhar para você. Mais uma vez, fica mais fácil ao longo do tempo de ter muito boas pessoas trabalhando para você.

É importante compreender que não é apenas sobre você entrevistando um candidato. Você tem que cria um processo de contratação que envolva a sua equipe, isso dá ao candidato oportunidade para avaliar você também. Cada empresa em crescimento enfrento o mesmo desafio e você pode aprender muito com as melhores práticas da indústria, de empresas que fizeram um bom trabalho de contratação e também com empresas da que falharão. Felizmente, agora mais do que nunca, startups estão dispostas a compartilhar suas trajetórias do começo com alguns pequenos comentários e conselhos táticos quanto a ser completamente transparente como Buffer. Aproveite a oportunidade e aprenda sobre essas empresas, seus sucessos e fracassos.

Não se esqueça de que você está sempre contratando. Não importa se você está fazendo uma entrevista de emprego no seu escritório ou se você estiver em uma festa de amigos. Você está sempre deixando uma impressão, queira ou não. Talvez você não está procurando alguém agora, mas você estará procurando no futuro. Ou no seu próximo trabalho ou empresa.

Tendo certeza de que você sempre tem uma lista de ótimas pessoas para trabalhar, será sempre bom para ter sucesso – e como tudo é sobre as pessoas, vai fazer a diferença entre ser bem sucedido ou não. Sempre esteja contratando.

Uma versão mais curta deste post foi publicado originalmente no Entrepreneur.com.

Este post foi traduzido por @sammyrusso.








Contratar, la habilidad más importante como fundador

Este artículo fue traducido por Lucía Tróchez – @lulutro

El post del día de hoy, lo escribe Moritz Plassnig, fundador y CEO de Codeship (Boston ’13).

Entre más estoy involucrado en Codeship (la compañía que co-fundé), más doy mentoría a otros fundadores, y más me convenzo de que las personas y un gran equipo son el alma de una startup en crecimiento acelerado. Incluso me atrevería a ir más allá y decir que las personas son el fundamento de todas las organizaciones, grandes o pequeñas, startups de alta tecnología o grandes corporativos. Pero el mundo de las startups es único en sus restricciones y también en sus oportunidades y por esto, el énfasis en construir un gran equipo es más importante que en cualquier otra organización.

No hay tal cosa como el éxito de la noche a la mañana, así en innumerables libros o películas traten de mostrar a los emprendedores conocidos como genios. El éxito es el producto de una variedad de factores, trabajo árduo así como habilidades únicas y maravillosas, el momento adecuado y elementos que se salen de tu control, como la suerte. Entre más puedas remover ese último aspecto de la ecuación como fundador, CEO o líder, mejor estarán tu y tu equipo.

Construir una gran cultura, contratando individuos habilidosos y formar un equipo de ello te permite hacer tu propia suerte. Es trabajo difícil pero está en tu control.

Los inversionistas invierten en gente, no en ideas

Por más que te guste tu idea y creas que las condiciones del mercado son perfectas, la verdad es que la mayoría de las compañías cambian y adaptan sus productos a través del camino. La visión inicial de Slack era construir un juego, Instagram empezó como una aplicación de check-in tipo Foursquare llamada ‘Burbn’ y todos sabemos la historia de Twitter que se creó como un producto paralelo a una plataforma de podcasts. Lo que todas esas compañías tenían en común era un equipo fuerte que fue capaz de tomar nuevas ideas y construir nuevos productos hasta que consiguieron el éxito que tienen hoy. La gente que está trabajando en esas compañías logró adaptarse y cambiar y construir un gran producto. Tal vez tu compañía no va a pivotear completamente, pero aprenderás, te adaptarás y mejorarás, a medida que obtengas retroalimentación de tus clientes. Y entre más retroalimentación incorpores, más vas a mejorar.

La habilidad de hacer eso, de escuchar los pequeños comentarios entre líneas, sabiendo cuándo ser terco y cuando adaptarte es una de las habilidades más importantes y más difíciles para un fundador.

Los grandes inversionistas, ángeles y VCs, saben que, a pesar de la importancia de un mercado potencial de tamaño considerable, y un problema lo suficientemente importante para ser resuelto; el equipo es la razón clave por la que ellos invierten eventualmente.

En etapas tempranas, cada contratación es crucial

Resumiendo una startup exitosa es sencillo: gente maravillosa construye productos maravillosos, obtiene clientes maravillosos y eventualmente construirá una empresa maravillosa. Tan simple como suena, hacerlo es increíblemente difícil. Te encontrarás con muchos retos en los primeros días de tu compañía y entre más exitoso seas, más crecerá tu equipo, y se vuelve más difícil mantener a los miembros de tu equipo alineados y a tu compañía en curso. Lo único que deberías tener en cuenta es que al final del día, todo, bueno o malo es causado por las personas de tu equipo. Empoderarlos y salir de su camino es clave, pero sólo es posible si contratas a las personas correctas.

Las compañías pequeñas no pueden darse el lujo de cometer muchos errores. Siempre tienes restricciones de recursos, tanto en talento como en dinero, y a pesar de no tener suficiente debes construir un gran producto, acertar en la distribución y encontrar un modelo de negocios viable. Esto todo puede funcionar si hiciste tu trabajo bien y encontraste excelentes co-fundadores, pero también puede ser malo si no hiciste ese buen trabajo en un comienzo. Nada es más peligroso para un startup en etapa temprana que una mala contratación, una persona que no se adapte a la cultura de la compañía o una que simplemente no es lo suficientemente buena en su trabajo.  Incluso si logran resolver la situación rápido, te distrerás y lo más probable es no construyas un buen producto y pierdas tiempo.

Contratar mal es uno de los errores que más cuestan y de más riesgo en un startup.

Las grandes personas atraen grandes personas

Nada es más atractivo para una persona talentosa en búsqueda de trabajo que un equipo lleno de trabajadores con habilidades. A pesar de todos los problemas potenciales de una mala contratación, los beneficios de hacerlo bien son muchos. Con cada gran persona que puedes convencer de unirse a tu equipo, tu equipo mejora y también se volverá más sencillo atraer a la siguiente persona. Contratar es una profecía inevitable y por lo tanto se vuelve más simple a medida que pasa el tiempo. La parte difícil obviamente es empezar todo. ¿Cómo contratar tu primer empleado si no tienes un buen equipo del que todos están hablando?

Resolver este problema del huevo y la gallina es crucial para que tu compañía arranque del piso. La buena noticia es que ya tienes un equipo, inclusive antes de tu primera contratación. Tu y tu(s) co-fundador(es)  ya son un equipo (y esta es una de muchas razones por las que no deberías empezar una compañía solo). Ya encontraste tu primer seguidor, ya tomaste el primer paso difícil. Tal vez, lograste también conseguir una primera inversión o convenciste a alguien de ser tu consejero. Tendrás un equipo mucho antes de que contrates tu primer empleado, aunque puede que no se sienta así.

La cultura es más que la suma de cada miembro del equipo

Incluso si sólo contratas individuos inteligentes, a pesar de sus habilidades respectivas no crearás un equipo de alto rendimiento automáticamente. Los grandes equipos son generalmente un grupo de individuos maravillosos que se me mezclan de la manera adecuada. El pegamento entre el ingeniero experimentado y sobresaliente, y el diseñador joven y aprendiz, esa magia que hace que las ventas funcionen bien con el producto es tener la cultura correcta.

La cultura no es comida gratis, buenas fiestas de navidad u otros beneficios. Es acerca de compartir beneficios y creencias, ese terreno común de cada discusión y la razón principal por la que todos están trabajando sobre esa misma idea.

Una buena cultura te hace ganar, una buena cultura te ayudará inmensamente para sobrevivir a los momentos difíciles. Tene una buena cultura te hará sentir que es simplemente más fácil construir una compañía excelente.

La importancia de la cultura impacta en gran parte la manera en cómo contratas. Cada persona que traes en la etapa temprana cambia tu cultura, en una buena o mala manera. Tener en cuenta si alguien encaja en tu cultura, si esa es la persona indicada para tu equipo en vez de encontrar la mejor persona es crucial. Aunque la cultura es definida por nuestro equipo, por cada uno de los individuos, todavía tienes que poner tu mejor esfuerzo y no es algo que venga automáticamente únicamente por contratar correctamente.

Tu trabajo como líder es facilitar discusiones, ofrecer una visión y definir el camino. Nada defina la cultura más que las acciones y tu equipo no puede tomar ninguna acción si tu no provees la guía que ellos necesitan.

El encaje de cultura es realmente importante para cada uno de los nuevos integrantes pero sólo funciona si la cultura que tienes es buena. Ese no siempre será el caso. Te enfrentarás a momentos en los que la cultura se empiece a mover hacia un lado, en donde sientas que no puedes estar tan orgulloso de tu compañía cómo te gustaría estarlo. Especialmente en esos momentos es importante que tu retes críticamente el status quo. ¿Qué funciona? ¿Qué esta roto? Si tu cultura está dañada y estás contratando ciegamente con un énfasis en el encaje cultural, la cultura empeorará. No puedes usar tu cultura como un seguro si está dañado.

Tanto como gente maravillosa, una gran cultura atraerá más gente maravillosa y puede resultar en una mejor cultura organizacional, así mismo puede ir en la dirección contraria. Ten en cuenta tu propio prejuicio.

Contratar es una habilidad y debería ser la más importante

Contratar no es mágico, no es cuestión de suerte, es una habilidad. Algunas personas son mejores al respecto desde su primer trabajo, otros no. Talvez tu lo eres, pero si no, lo puedes aprender e inclusive si haces algo grandioso ahora, todavía debes trabajar árduamente todos los días para mejorar. Entre más rápido resuelvas si alguien encaja en tu equipo, más rápido puedes evaluar las habilidades de ese aplicante, y es mejor para ti y tu compañía. Inclusive algo más importante en el mercado de contratación del día de hoy, es que entre mejor seas convenciendo a las personas de que se unan a tu equipo, en vender tu visión, gente mejor trabajará para ti eventualmente. Otra vez, se vuelve más fácil a medida que pasa el tiempo que mejores personas trabajen para tí.

Es importante que entiendas que no se trata de únicamente entrevistar a un candidato. Tienes que diseñar un proceso de contratación que involucre a tu equipo, que le de al candidato un espacio de oportunidad para que también te evalúe a tí. Todas las compañías en crecimiento han pasado por esos mismos retos y puedes aprender de los mejores casos en la industria, de compañías que hicieron un excelente trabajo contratando, así como de compañías que fracasaron. Con suerte, ahora más que nunca, las startups están dispuestas a compartir su experiencia, empezando con pequeños tips y luego consejos prácticos, tan lejos como ser completamente transparentes como Buffer. Toma la oportunidad de aprender de esas compañías y sus éxitos y fracasos.

No te olvides de que siempre estás contratando. No importa si estás haciendo una entrevista de trabajo en la oficina o si estás en una fiesta de un amigo. Siempre estás dejando una impresión, así lo quieras o no. Talvez no estás buscando a nadie en específico en ese momento pero seguramente lo harás en el futuro. O en el próximo trabajo o compañía.

Asegurarte de que siempre tienes opciones de candidatos con los que trabajarías, te llevará al éxito — y como se trata de personas, hará una gran diferencia entre ser exitoso o no. Siempre contrata en tu mente.

Una versión más corta de esta entrada, fue publicada originalmente en Entrepreneur.com.