← Techstars Blog

1. É uma bagunça. Abrace-a

Se você quer fazer apenas alguma coisa ou o que deve fazer esteja descrito em algum lugar,com um plano de carreira formalizado, então nem se dê ao trabalho de ir a um Startup Weekend. Vá trabalhar em algum lugar. Startups não possuem job description. Em um momento você vai estar trabalhando em uma landing page e um dos desenvolvedores irá pedir algo que exige sua atenção para ele continuar seu trabalho. Scrum. Pomodoro. Funcionam. Mas não são coisas tão legais para um evento desses. Mas esta é uma forma de organizar linearmente as coisas. Para construir um negócio em 54 horas é necessário uma flexibilidade muito maior. Jogue as suas metodologias pela janela e faça as coisas acontecerem.

2. Lute por suas ideias

E por lutar não implico apenas o confronto direto de opiniões. Ouça. Construa seu caso. Converse com aqueles que possui mais afinidade e vá construindo o seu argumento. O resultado final é o processo evolutivo das ideias do grupo. E não são as ideias dos mais fortes, persuasivos que vencem no final, são as ideias que mais se adaptam a todos. E se sua ideia é boa, ela vai colar e outros ainda construirão em cima dela.

Se você entrou em um time que possui um “líder carismático” que tenta afogar a todos com suas ideias, boa sorte. Eu prefiro viver em uma democracia das ideias do que em uma ditadura.

3. Saiba desistir de suas ideias

Existe dor em empreendedor. Assim como existe em vencedor e perdedor. Há um custo psicológico em ver suas ideias sendo descartadas imediatamente pelo grupo ou por alguém. Faz parte. Temos que deixar algumas ideias irem. Se ela tocar alguém o suficiente para também adotá-la, poderão construir algo melhor. Caso contrário, lembre-se: deixe a ideia ir. Ideias não valem nada. São apenas multiplicadores.

4. Valide suas ideias o quanto antes

Coloque um formulário simples na web, saia para a rua. Os fatos estão todos fora do prédio. Get out the of the fucking building. Não espere ninguém te mandar sair. Mesmo que você só encontre pessoas diferentes daquelas que imaginou usando seu produto, vá lá e pergunte a elas. Valide que eles realmente não são do seu público. Talvez sejam. Só vai descobrir validando.

5. Não trabalhe ideias em desenvolvimento

Não leve ideias “de fora” para o evento. Eu vi isso acontecer. o resultado é que, como a ideia já existia previamente, os “donos” da ideia tentarão manter o controle criativo e operacional da coisa o tempo todo. Você terá muito pouco tempo ou liberdade para realmente aproveitar o evento ou se você deseja apenas ser uma boa engrenagem no sistema, fique a vontade.

Da mesma forma, não imponha suas ideias aos outros. Pode ser um ótimo lugar para começar um negócio, encontrar co-founders e tudo mais.

6. Equilibre sua equipe

Toda boa equipe possui bombeiros e incendiários. Incendiários colocam tudo em chamas com diversas ideias. A todo momento disparam novas direções e caminhos a tomar. Mas se você não tiver bombeiros, aquelas pessoas que irão controlar o fogo da criatividade, você vai perder muito tempo alterando muitas vezes de curso ao longo do tempo. Você precisa de visionários tanto quanto precisa de pessoas que colocam a mão na massa e fazem acontecer.

7. No BullShit

Precisa de uma landing page? Copie uma página de referência. De preferência, de um nicho ou segmento diferente do seu. Mas não fique perdendo tempo com frivolidades. Na busca por validação e contato com o mundo real você precisa de algo se comunicando com o público lá fora. Consiga isso o quanto antes.

E sem enrolação em termos de apresentação da pitch. Seja visual. Tenha impacto. Faça os cinco minutos de todos valerem a pena. Seja memorável. Se solte. Seja engraçado. É o seu momento de mostrar o que você se dedicou. Ninguém ali sabe tanto quanto você sobre o que criou e é sua missão mostrar a eles o quão incrível é sua ideia (já que, se você resolveu passar seu final de semana trabalhando eu suponho que sua ideia é incrível).

8. Limite-se

Defina limites claros e razoáveis de tempo para todas as decisões. Você pode perder dias pensando em um nome. Mas em 54 horas de Startup Weekend vai ser necessário definir em bem menos tempo. Faça isso com toda decisão importante da qual o seu trabalho prático dependa.

Da mesma forma, limite seu escopo de atuação. Software, como coisas que não ocupam espaço físico, podem sempre ganhar mais funcionalidades. Milhões delas. Lembre-se que o tempo não está do seu lado. Foque-se na camada de apresentação e deixe para aprender uma nova linguagem ou framework para outro dia. Foque-se no que você já sabe para ter um produto mínimo viável no ar.

9. É tudo sobre Paixão

Tive uma ideia em poucos segundos, que no momento em que peguei o microfone pensei em mudar. Mas perseverei e soltei ao mundo: Quero construir um Pokemon da vida real. A reação das pessoas foi um misto de incredulidade e satisfação pura. No final do dia, se você está trabalhando em algo que é realmente apaixonado, as dificuldades parecem ser bem menores.

10. O mais importante de tudo: Divirta-se. Com propósito

No final de nossos slides puderam ver a forma caricata com que descrevemos a função de cada um. E quer saber? Nossas descrições tanto descreviam superficialmente nossas funções como capturavam e demonstravam a essência de quem nós somos. Podia ser exagerado. Superficial. Cômico. Mas que título não tem muito disso? Ou as pessoas podem ser definidas em rótulos?

Ganhar é muito gratificante, mas não é o objetivo. O sucesso de verdade não é vencer, mas aprender.

 

Créditos:

Trecho retirado de http://www.startupsstars.com/2013/07/10-dicas-para-vencer-em-um-startup-weekend-guest-blogging-por-ibrahim-cesar/

JosŽ Carlos Junior