SW Florianópolis Internet of Things – DEMO LIST

ideias

 

SW Florianópolis Internet of Things – May, 27-29 – DEMO LIST!

Estas são as ideias que estão sendo desenvolvidas neste fim de semana no Startup Weekend Florianópolis Internet of Things. Quer assistir os pitches finais? Acompanhe nosso live streaming no Facebook:

1- Personal POV
2- Watermesh
3- Academia Inteligente
4- SIR
5- Zóio
6- Pulseira da vovó
7- Find Me
8- Sensor de poluição de água
9- Rain Drone
10- ONI
11- Controle de consume de energia
12- Central Pet

Amanhã (29/05), às 19h, é a hora do pitch final e de conhecer os vencedores!








Equipamentos disponíveis para o SW Floripa IoT

Equipamentos_site

Patrocínio Senai | SC

Kits arduino start
Sensores de temperatura LM35DZ
Módulos relé 5V 2 canais
Impressoras 3D – MakerBot (Polímero ABS e PLA, Arquivo: STL)
Máquina de corte a laser – Automatisa (Chapa MDF, Arquivo: DXF)



Patrocínio Macnica DHW



Kits Odyssey



Especificações:
- FPGA Altera Max 10
Módulo bluetooth Broadcom (WICED)
Microcontrolador SiLabs
Sensor de temperatura/unidade SiLabs
Sensor de luz/proximidade SiLabs
Aceleramento Analog Devices
Microfone
GPIO
Chaves e botões
LEDs
Conector compatível com Arduíno
Odyssey App disponível para IOS e Android

Mais informações sobre o kit aqui -> http://www.macnicadhw.com.br/kit-odyssey

Patrocínio Sensorweb
1 TWINE = “Coisa Conectada” para Internet das Coisas com temperatura, umidade, vibração, micro-chave, WIFI
1 IO-Bridge Kit de Desenvolvimento para Internet das Coisas com IO´s e Ethernet
1 Sistema de Aquisição de Dados Field Logger (vários Inputs Universais) – Serial 485
1 Sistema de Aquisição de Dados Field Logger (vários Inputs Universais) – Ethernet, USB, etc.
1 Terminal JAVA GPRS Duodigit TC65i
1 Unidade Aquisição de Dados 4 IO´s Digitais e 4 Relês com saída USB
2 Microcomputadores super-compactos (micro-ITX em gabinete metálico) = mockup/fake de POS =)
1 Fonte 24V para Din
1 Fonte Industrial 24V 2A
1 Tatuino (Arduino genérico) em protoboard com alguns conectores
1 CLP com Display e teclas de Interface – Crouzet
1 Multimedidor de Energia Kron Mult-K Plus
1 Multimedidor de Energia Sultech 9250R
1 Multimedidor de Energia Sultech 9430R
1 Transformador de Corrente
1 Novus Digirail 2A (4 Inputs Universais)
1 Airgate – 4 I/O´s Digitais + Gateway 485 para GPRS
3 Coolers Velhos = ventiladores = mockup/fake de drone =)
1 Giroflex LED bonitão
2 Fontes AC/DC Bivolt Output 6V/2A
1 Hub Ethernet
? Raspberry Pi´s (sob consulta)

Apoio Duelaser

Due mini – canhão de laser diodo 6w – (300×300)mm –  (100-240V)
Due PRO – canhão de laser 8W – (420×420)mm –  (100-240V)
Espessura máxima para marcação: 35mm

Mais informações aqui -> https://www.facebook.com/duelaser/

Apoio Voluntário – Telmo Wolff Ferreira Júnior
Impressora 3D Prusa Air I3 – 3DMachine – Área 20x20x15








Dicas para aproveitar ao máximo o SW Floripa IoT

Dicas_SWFloripaIoT






FAQ

FAQ3

Hello, startupers!

Estamos recebendo muitas perguntas na fanpage e no Sympla e, por isso, resolvemos responder aqui as dúvidas que mais comuns sobre tudo o que vai rolar nos três dias de Startup Weekend Floripa IoT.

Caso sua dúvida não esteja aqui, pode entrar em contato com a gente na fanpage do Facebook que iremos te responder assim que possível.

Que tipos de projetos são aceitos?

O Startup Weekend Floripa IoT incentiva que seus participantes criem startups voltadas para o mercado de Internet das Coisas e que conectem dispositivos à internet. Outro requisito é que os projetos estejam no estágio de ideia, pois o evento é voltado para novas ideias. Não serão aceitos projetos já iniciados.

Quem pode participar do Startup Weekend Floripa IoT?

O evento tem quatro perfis principais: desenvolvedores, makers, designers e negócios.

Desenvolvedores: São os desenvolvedores, engenheiros de softwares ou programadores. Eles têm o conhecimento para escrever códigos para construir aplicações, sites, sistemas, etc. Eles programam, codificam e testam as linguagens de programação.

Designers: São aquelas pessoas que vão fazer a comunicação da ideia por meio de imagens, textos, desenhos e apresentações. Eles têm habilidades técnicas em artes visuais, programas de edição de imagens, diagramação e, acima de tudo,eles têm muita criatividade.

Makers: São aqueles que colocam a mão na massa. No caso de Internet of Things, eles é que vão criar o objeto que será conectado à internet. Eles têm conhecimento técnico para trabalhar com Arduino, impressoras 3D, entre outros.

Negócios: No perfil de Negócios se encaixam profissionais de diversas áreas que desejam conhecer mais sobre o mundo das startups, tecnologia e da Internet das Coisas. Além disso, aqueles que queiram contribuir com as ideias e investir nelas também.

Essa divisão é feita para que as equipes de trabalho sejam mescladas com os diferentes perfis de participantes.

Qual é o formato do evento?

O SW Floripa IoT começará na sexta-feira (27/5) e os potenciais empreendedores apresentam as suas ideias de negócio e depois são formados times para trabalhar durante todo o fim de semana para criarem uma nova startup. No sábado o evento começa às 8h da manhã e as equipes terão apoio de mentores, especialistas e empreendedores de sucesso o dia todo. A ideia de negócio será apresentada aos jurados, no domingo, que darão feedbacks e sugestões aos empreendedores. Ganha quem conseguir desenvolver uma ideia com um modelo de negócio interessante e criar mais durante as 54 horas. A programação completa está publicada em nosso site oficial: bit.ly/SWFloripaIoT

Não tenho uma ideia de negócio, posso participar do evento?

Claro. Você poderá escolher as ideias de outros participantes que mais gostar e se juntar a um dos times.

Quem serão os mentores e jurados?

Todos os mentores e jurados serão apresentados antes do evento na nossa fanpage do Facebook e no site oficial. Fique ligado!

Será fornecida alimentação?

O evento fornecerá um coffee break na sexta; café da manhã, almoço, coffee break e jantar no sábado e café da manhã, almoço e coffee break no domingo. Para aproveitarmos melhor o tempo, todas as refeições serão feitas no próprio local.

O que preciso levar para o evento?

Ingresso impresso, notebook, cartões de visita, modem 3G (caso possua), cabos de rede, extensões de tomada e multiplicadores, adaptadores de pinos para tomada e muita criatividade!

Quais os hotéis mais próximos do local do evento?

  1. Hotel Maria do Mar – 2,5km do local
  2. Hotel Sesc de Cacupé – 3km do local

Até o evento, o que devo fazer?

  • Amadureça sua ideia. Pense simples e lembre-se que teremos apenas um fim de semana para executá-la. Pense também no modelo de negócio e como você pretende ganhar dinheiro com ela.
  • Estude! Recomendamos que você se informe sobre as metodologias Business Model Generation, Business Model Canvas, Lean Startup e Running Lean. Estas técnicas têm revolucionado a maneira como as pessoas empreendem no segmento de tecnologia.
  • Faça networking!

Temos uma página no Facebook (www.facebook.com/swfloripa), onde incentivamos a integração prévia entre os participantes. Acompanhe também nosso blog na página oficial do evento (bit.ly/SWFloripaIoT).








Quem são os Makers?

Mão na massa

Alguma vez você já desmontou alguma coisa e ficou tentando montar? Acho que todo mundo já fez isso pelo menos uma vez na vida, tentando montar um brinquedo, arrumar um aparelho eletrônico ou só para entender como funciona.

Então, de alguma forma, todos nós temos um pouquinho do espírito do Movimento Maker que nasceu nos Estados Unidos, em meados de 2005, quando a Make Magazine publicou a ‘Bíblia do Movimento Maker’.

O movimento é uma extensão mais tecnológica e técnica da cultura Faça-Você-Mesmo – ou Do-It-Yourself (DIY, em inglês). Ou seja, eles acreditam que todo mundo pode construir, consertar, modificar e fabricar os mais diversos tipos de objetos com suas próprias mãos. E, com tanta tecnologia disponível no mundo todo, fica cada vez mais fácil se tornar um Maker.

Atualmente, milhares de pessoas já fazem parte do Movimento Maker e muitas empresas já adotaram esse novo jeito de trabalhar. No mercado do empreendedorismo os makers estão ganhando cada vez mais espaço, pois as pessoas estão criando novas empresas a partir de produtos que nasceram de seus projetos pessoais.

Um dos grandes exemplos da cultura Maker é a indústria dos computadores pessoais que teve sua origem no Homebrew Computer Club (Clube dos Computadores Caseiros) onde Steve Jobs e Steve Wozniak apresentaram, pela primeira vez, o Apple I.

Muitos estudiosos e pesquisadores acreditam que o Movimento Maker será responsável pela próxima Revolução Industrial e, por isso, vem ganhando cada vez mais espaço. No Brasil, já existem vários grupos de Makers e a tendência é que isso só aumente. Agora as pessoas, as startups e as pequenas empresas não estão mais limitados a produção em pequena escala e de distribuição local.

Por esse motivo, os Makers são essenciais no Startup Weekend Floripa Internet of Things. Eles vão pôr a mão na massa para fazer as ideias inovadoras virarem realidade!

Quer saber mais? Clique aqui e aqui e fique por dentro do Movimento Maker.








IoT – Internet of Things

Imagine uma rede absurdamente grande de coisas conectadas à internet, com acesso às suas informações e preferências. Carros, lâmpadas, eletrodomésticos, aparelhos eletrônicos e tudo o que você utiliza no seu dia a dia, interagindo com seus dados e entregando soluções totalmente personalizadas para você, com base nas suas informações. Não, não estamos falando de futuro. Isso já é realidade!

Enquanto você lê este artigo, mais de 4,8 bilhões de objetos funcionam conectados à internet e a previsão é de que até 2020, esse número chegue a 50 bilhões, segundo a gigante Cisco.

A Internet das Coisas (IoT) extrapolou os limites da tecnologia tradicional – computador, smartphone, tablet – e ampliou o alcance da conectividade para além destes dispositivos. Agora, objetos físicos se comunicam com o ambiente externo por meio da internet e da conectividade com as nuvens.

No transporte, a Internet das Coisas poderá acelerar o fluxo de tráfego, reduzir o consumo de combustível, programar automaticamente o reparo de veículos, além de outras inúmeras possibilidades. Nas redes elétricas, a IoT tem a capacidade de melhorar a confiabilidade do sistema, uma vez que seus consumidores são cobrados com base na eficiência da operação que pode ser monitorada em tempo real.

Grandes marcas como Samsung, Dell, BMW, Nike, entre outras, já estão investindo muito na IoT que promete revolucionar o modo como vivemos hoje e, por isso, os empreendedores devem estar ligados nesse conceito.

Resumidamente, ”Internet of Things” (ou “Internet das coisas”, em português) é o termo utilizado para uma revolução tecnológica que tem como objetivo conectar itens que utilizamos em nosso dia a dia à internet (eletrodomésticos, relógios, automóveis, roupas, entre outros).

Quer saber mais?

Clique aqui e assista ao vídeo feito pelo Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br) que explica o conceito de Internet of Things.