Dicionário Startupeiro

E aí, galera?

Hoje estou trazendo pra vocês uma preciosidade encontrada por uma das organizadores do #SWIlhaSolteira, Cida Forte: O dicionário de Startupês!

Se você estava com medo de ir para o evento por não saber quase nada dos termos da área de empreendedorismo/startups (o que, aliás, não tem problema algum), seus problemas acabaram.

A Ana Letícia Rico (linkedin) preparou este e-book com mais de 300 verbetes.*

Dicionário Startupês

*Se você é novinho, não pegou a época dos dicionários, e não sabe o que é verbete: é a entrada do dicionário que descreve o significado da palavra.

Mas não deixe de se inscrever para a #SWIlhaSolteira por causa disto!

SWIlhaSolteira Instagram

SWIlhaSolteira Facebook           #SWIlhaSolteira #startupsamiraveis

SWIlhaSolteira Ingressos

Até mais!








O que é uma startup?

Quando falamos de startups, logo pensamos em tecnologia, principalmente envolvendo aplicativos. Mas uma startup necessariamente tem aplicativo?

Muitas definições de STARTUP já me foram apresentadas, porém a que eu gravei, definitivamente, foi:

um modelo de negócio

REPETÍVEL

ESCALÁVEL

E RENTÁVEL

Bom, então você pensa “tá mas o que são essas coisas?”

Repetível é aquilo que você pode fazer várias vezes, então envolve ser um produto ou serviço com a simplicidade de ser altamente feito pra “ser feito de novo e de novo e de novo…”

Escalável quer dizer que precisamos arrebanhar clientes continuamente e sempre numa curva de crescimento.

Rentável porque, simplesmente, um negócio precisa pelo menos se manter, ou seja, ter receitas para que pague seus custos. E, se o objetivo é lucrar, então a receita tem que contemplar uma margem para os lucros.

E, sim, os aplicativos são o maior exemplo disso:

  • eles resolvem um pequeno problema de maneira simples e em um padrão repetível;
  • são escaláveis, porque rapidamente são baixados em grande volume;
  • e são rentáveis seja através de anúncios ou por serem premium/ter recursos premium

Basta lembrar dos exemplos: Uber, Nubank, iFood etc.

Só que não é só isso quando estamos falando de Startup Weekend!

Durante uma SW o que você mais vai ouvir é: “qual é a dor que você deseja resolver?”

E isto significa: o que você está tentanto resolver para o seu cliente? qual é solução que você está vendendo? ele realmente precisa e quer esta solução? É um remédio para a “dor” dele?

é por isto que numa SW você fatalmente aprende a “AMAR A DOR”

Ah… Também costumam ser negócios disruptivos, isto é, resolvem algo de maneira inusitada, como ninguém havia pensado e antes e que, depois disto, é a nova maneira ideal de solução.

Quer descobrir mais? Cola com a gente na #SWIlhaSolteira !

SWIlhaSolteira Instagram

SWIlhaSolteira Facebook           #SWIlhaSolteira #startupsamiraveis

SWIlhaSolteira Ingressos

Obrigada pela atenção, espero que tenha aprendido algo!