Vale a pena abrir uma startup em uma cidade do interior?

Ah, mas é lá que rola o dinheiro, né?!

Foi isso o que eu ouvi outro dia ao questionar os motivos de alguns empreendedores largarem a vida no interior a fim de levar suas startups para os grandes centros urbanos. No entanto, será que faz sentido mesmo ir para onde teoricamente “rola o dinheiro”? Ou melhor: será que é só na cidade grande que a grana corre solta?

Enfim… vale a pena abrir uma startup no interior?

A falácia de onde rola a grana

Para começarmos a responder a grande questão desse post é preciso, antes, ter em mente que não necessariamente onde tem capital também existe um fácil acesso a esse capital.

Só para se ter uma ideia: São Paulo, a maior cidade do Brasil, é de longe o local mais empreendedor do país. No entanto, no ranking que aponta os melhores ambientes regulatórios, a terra da garoa fica em 25º lugar, atrás de nomes como Joinville e São José dos Campos

Além disso é interessante ainda imaginar que o forte movimento de capital de uma região normalmente atrai mais empresas para lá, tornando a concorrência ainda mais ferrenha.

Ou seja: não existe amor em SP na hora de abrir e dar espaço para uma nova empresa. Logo, adianta mesmo correr atrás da grana em lugares assim?

O impacto da qualidade de vida no seu negócio

Outro ponto importante para o assunto: todo mundo sabe de cor e salteado dos perrengues que uma startup precisa encarar até que ela de fato se estabilize no mercado. Agora, imagine passar por tudo isso em uma área onde já existem outras milhares de pressões externas relacionadas à qualidade de vida da equipe.

Veja só: quem opta por morar em Lavras, a 238 km de Belo Horizonte, encontra um IDH próximo daquele da capital, que, por sinal, fica atrás do de Nova Lima, um dos municípios da região metropolitana. Será que em Lavras as pessoas tem os mesmos problemas com transporte e segurança que em BH?

A eficiente cidade de Lavras


Ainda sobre segurança: Araxá é um município do Alto Paranaíba que foi considerado como sendo aquele com
menor taxa de homicídios do estado. Geograficamente Araxá está localizada a quase 5 horas de viagem de Belo Horizonte e a pouco mais de 90 minutos de carro de Uberaba e Uberlândia, duas das cidades mais desenvolvidas dos estado e principais nomes do triângulo mineiro. Será que uma startup em Araxá deveria ter os mesmos cuidados que uma de Betim, localizada ao lado da capital e com maior índice de criminalidade no Minas Gerais?

3 grandes motivos para você abrir a sua startup em uma cidade do interior

Existem outros fatores que fazem das cidades do interior excelentes opções para quem deseja começar um novo negócio com inovação. São eles:

  • Incentivos — diversas cidades do interior começaram a criar leis de incentivo a inovação justamente para atrair novos negócios para lá, como é o caso de Congonhas, que mudou o nome da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável para Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Tecnologia (SEDECIT) e criou a Política Municipal de Estímulo ao Empreendedorismo Digital, de Startups, de Empresas de Inovação e Tecnologia.
  • Pioneirismo — em cidades menores você pode ser o pioneiro em um determinado segmento de mercado ou até mesmo iniciar toda uma cultura de empreendedorismo na região.
  • Maior taxa de retenção de talentos — com um número mais limitado de empresas no mercado você consegue mais facilmente reter os bons talentos do seu time, criando e colocando em prática planos de carreira reais para eles.

Vale lembrar ainda que grandes startups, como a Trackage e a 4intelligence, saíram de cidades do interior para se tornarem reconhecidas internacionalmente, provando que a grana pode rolar em qualquer lugar.